quarta-feira, 11 de maio de 2016

CONVÍVIO



Se você realmente ama
aqueles que lhe compartilham a estrada,
auxilie-os a serem livres
para encontrarem
a si mesmos,
tal qual deseja você a 
independência própria
para ser você
em qualquer lugar.


André Luiz


Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: Tempo e Nós

AMOR


O Amor, sublime impulso de Deus, é a energia que move os mundos:
Tudo cria,tudo transforma, tudo eleva.
Palpita em todas as criaturas. Alimenta todas as ações.
O ódio é o Amor que se envenena.
A paixão é o Amor que se incendeia.
O egoísmo é o Amor que se concentra em si mesmo.
O ciúme é o Amor que se dilacera.
A revolta é o Amor que se transvia.
O orgulho é o Amor que enlouquece.
A discórdia é o Amor que se divide.
A vaidade é o Amor que se ilude.
A avareza é o Amor que se encarcera.
O vício é o Amor que se embrutece.
A crueldade é o amor que se tiraniza.
O fanatismo é o Amor que se petrifica.
A fraternidade é o Amor que se expande.
A bondade é o amor que se desenvolve.
O carinho é o Amor que se enflora.
A dedicação é o Amor que se estende.
O trabalho digno é o Amor que se aprimora.
A experiência é o Amor que amadurece.
A renúncia é o Amor que se ilumina.
O sacrifício é o Amor que se santifica.
O Amor é o clima do Universo.
É a religião da vida, a base do estímulo e a força da Criação. Ao seu influxo, as vidas se agrupam, sublimando-se para a imortalidade.
Nesse ou naquele recanto isolado, quando se lhe retire a influência, reina sempre o caos.
Com ele tudo se aclara. Longe dele, a sombra se coagula e prevalece.
Em suma, o bem é o Amor que se desdobra, em busca da Perfeição no Infinito, segundo os Propósitos Divinos; e o mal é, simplesmente, o Amor fora da lei.

                                                                                             João de Brito

Médium: Francisco Cândido Xavier
Do Livro: Falando à Terra

COM PACIÊNCIA

Provações te buscaram.
Dificuldades te agitam.

Tudo parece noite ao redor de teus passos.

Não te detenhas, no entanto, a fim de medir as sombras.

Prossegue trabalhando e não te afastes da paciência.

Por nada te desesperes.

Dá tempo a Deus pra que Deus te acenda uma nova luz.

                                                                                               Emmanuel

Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro de respostas

AÇÃO PRONTA








Se a idéia relativa a algum bem por fazer saltou do silêncio para a tua cabeça, não perguntes, demasiadamente, aos outros, sobre a maneira de executá-la.

Começa a trabalhar e o teu próprio serviço trará os companheiros que colaborarão contigo, auxiliando-te a pensar no melhor a ser feito.


                                                                                  Emmanuel

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

OLHANDO DE CIMA





Quando subimos ao alto de uma montanha podemos ver o vale, a cidade, as outras montanhas, as rochas e as nuvens. O Senhor costumava mandar seus profetas subir as montanhas, para conversar com Ele. Quando estamos no alto, somos capazes de ver tudo pequeno.

Do alto da montanha, vemos como o mundo é grande, e os horizontes são largos. Nossas glórias e nossas tristezas deixam de ser importantes. Aquilo que conquistamos ou que perdemos fica lá embaixo.


Paulo Coelho ( mensagens do dia, g1)

O VASO DE PORCELANA E A ROSA





O grande mestre e o guardião dividiam a administração de um mosteiro zen. Certo dia, o guardião morreu e foi preciso substituí-lo.

O grande mestre reuniu todos os discípulos para escolher quem teria a honra de trabalhar diretamente ao seu lado.

“Vou apresentar um problema”, disse o grande mestre. “E aquele que o resolver primeiro, será o novo guardião do templo”.

Terminado o seu curtíssimo discurso, colocou um banquinho no centro da sala. Em cima estava um vaso de porcelana caríssimo, com uma rosa vermelha a enfeitá-lo. “Eis o problema”, disse o grande mestre.

Os discípulos contemplavam, perplexos, o que viam: os desenhos sofisticados e raros da porcelana, a frescura e a elegância da flor. O que representava aquilo? O que fazer? Qual seria o enigma?

Depois de alguns minutos, um dos discípulos levantou-se, olhou o mestre e os alunos a sua volta. Depois, caminhou resolutamente até o vaso, e atirou-o no chão, destruindo-o.

“Você é o novo guardião”, disse o grande mestre para o aluno.

Assim que ele voltou ao seu lugar, explicou: “eu fui bem claro: disse que vocês estavam diante de um problema. Não importa quão belo e fascinante seja, um problema tem que ser eliminado. Um problema é um problema; pode ser um vaso de porcelana muito raro, um lindo amor que já não faz mais sentido, um caminho que precisa ser abandonado, mas que insistimos em percorrê-lo porque nos traz conforto. Só existe uma maneira de lidar com um problema: atacando-o de frente. Nessas horas, não se pode ter piedade, nem ser tentado pelo lado fascinante que qualquer conflito carrega consigo”.  


Paulo Coelho ( mensagens do dia, g1)

O CASAMENTO





Após quase 30 anos de casamento, Wilson Lewis é obrigado a encarar uma dolorosa verdade: sua esposa, Jane, parece ter deixado de amá-lo, e ele é o único culpado disso.

Viciado em trabalho, Wilson costumava passar mais tempo no escritório do que com a família. Além disso, nunca conseguiu ser romântico como o sogro era com a própria mulher. A história de amor dos pais de Jane, sempre foi um exemplo para os filhos de como um casamento deveria ser.

Diante da incapacidade do marido de expressar suas emoções, Jane começa a duvidar de que tenha feito a escolha certa ao se casar com ele. Wilson, porém, sente que seu amor pela esposa só cresceu ao longo dos anos. Agora que seu relacionamento está ameaçado, ele vai fazer o que for necessário para se tornar o homem que Jane sempre desejou que ele fosse.

Em O casamento, Nicholas Sparks faz os leitores relembrarem a alegria de se apaixonar e o desafio de se manterem apaixonados.

Sabemos que a rotina termina por "matar" uma relação por mais encantadora que ela tenha sido nos estágios iniciais. Em vista disso, temos a necessidade de manter a chama acesa, a fim de que o relacionamento possa ser não apenas duradouro, mas também prazeroso, afinal, não há nada melhor que boas surpresas numa relação que já dura há muito tempo e esses "detalhes" fazem toda a diferença na vida conjugal, intensificando as emoções e amenizando os problemas que a própria vida já nos traz no seu cotidiano; sem falar que além de fazer feliz os cônjuges, todos os envolvidos direta ou indiretamente nesta relação acabam sendo beneficiados, como os filhos, os pais, irmãos, amigos etc. Dessa forma, acabamos "contagiando" todos que estão à nossa volta e assim o mundo de cada um se torna menos pesado e mais interessante.
Excelente livro, recomendo principalmente aos homens, mas também a todas as mulheres que estão casadas ou que pretendem casar.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

ORAÇÃO POR AUXÍLIO




SENHOR!

Auxilia-me para o bem a que me destinas, mas também a extinguir o mal que ainda carrego.

Auxilia-me não só a crer, mas também a realizar o melhor.

Auxilia-me a praticar aceitação, mas também a exercer o discernimento.

Auxilia-me a usar a paciência, mas também a livrar-me da inércia.

Auxilia-me a trabalhar, mas também a servir sem reclamação.

Auxilia-me a estender o amor que nos ensinaste, mas também a cultivar o amor, sem criar problemas para ninguém.


                                                                                                 EMMANUEL

sexta-feira, 3 de julho de 2015

SUBLIME ENCONTRO






Se procuras o Cristo Soberano,
Por excelso refúgio às próprias dores
Busca, hoje e amanhã, por onde fores,
O torturado coração humano.

Desce ao vale dos grandes amargores,
Onde revelam sofrimento insano
A aflição, a miséria e o desengano,
Entre flagelos purificadores.

Desce à feição do sol na noite fria,
Guardando a caridade por teu guia,
Ajudando e servindo cada hora...

E, ante a luz da Divina Primavera,
Encontrarás o Cristo que te espera,
Crucificado em cada ser que chora.

                                                 Auta de Souza


Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: Poetas Redivivos

A JESUS










Senhor protege os corações cansados,
Que se vão sem conforto e sem guarida,
No aguaceiro de lágrimas da vida,
Indiferentes ou desesperados.

Ascendem para os céus todos os brados
Da alma humana tristonha e dolorida!
Balsamiza de amor toda ferida
Que punge os corações dos degredados;

Degredados na Terra tenebrosa,
Terra da sombra estranha e dolorosa,
Recamada de prantos e de espinhos!

Ampara, meu Jesus, quem vai chorando,
Entre dores e acúleos, soluçando,
na miséria de todos os caminhos...


                                                      Auta de Souza


Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: Lira Imortal

CONVERSAS

Onde estiveres, anota:
Se surgem lutas e crises
Com momentos infelizes
De verbo candente e vão,
Escuta com paciência,
Ajuda, ampara, abençoa
E lança a palavra boa
Que anule a perturbação.

Opiniões, confidências,
Diálogos, comentários,
São forças de efeitos vários
Que se ampliam a granel;
Há palavras que são flores,
Outras recordam espinhos
Nos lares e nos caminhos
Espalhando fogo e fel.

Estende luz e esperança,
Fala no bem quando fales,
Que a Terra já tem por males
Penúria, tristeza e dor;
Jesus nos pede a palavra
Para entender e servir,
A fim de erguer no porvir
O Reino de Paz e Amor.

                                           Maria Dolores

Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: Coração e Vida

quarta-feira, 1 de julho de 2015

DESCULPEMOS

Desculpemos infinitamente.
Tudo na vida se reveste de importância fundamental no aprimoramento comum.
Dura é a pedra e áspera se nos afigura a longa extensão de areia, entretanto, fazem o leito das águas para que o rio não se perca.
Obscura é a noite, mas sem ela, as criaturas encarnadas desconheceriam as estrelas.
Desditosa e feia é a lagarta, contudo é a tecelã dos fios de seda nobre que honra os ideais da beleza terrestre.
Asfixiante é a dor, mas sem o sofrimento, jamais seríamos advertidos pela verdade.
Sempre que a mágoa ou a ofensa nos bater à porta, desculpemo-las tantas vezes quantas se fizerem necessárias.
É pelo esquecimento de nossos erros que o Senhor se impõe sobre nós, porque só a bondade torna a vida realmente grande e em condições de ser divinamente vitoriosa, sentida com sinceridade e vivida em gloriosa plenitude.

                                                                                                                 Meimei

Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: "CARTAS DO CORAÇÃO"

segunda-feira, 29 de junho de 2015

NA TERRA

Na Terra, Deus nos concede o corpo, através de pais amigos.
Cada um de nós se lhe faz o inquilino temporário, em regime de responsabilidade.
Deus nos proporciona a riqueza das horas pela contabilidade do Tempo.
Cada criatura, em momento oportuno, apresentará o relatório dos próprios dias.
Deus nos oferta os laços afetivos pelos princípios da afinidade. Podemos valorizá-los ou não, conforme o nosso próprio-arbítrio.
Deus nos cede a propriedade, por intermédio das leis organizadas pelos próprios humanos.
Daremos conta do usufruto respectivo. Deus nos oferece as sementes pelos recursos da Natureza.
Plantio e colheita são sempre da nossa escolha.
Deus nos confia o dinheiro, através do trabalho ou da generosidade alheia. Somos responsáveis pela aplicação da finança que nos seja creditada.
Deus nos habilita para a eficiência com máquinas diversas, por meio da própria inteligência humana.
Compete a nós outros a programação e a condução delas. Em suma, toda criação e doação das vantagens de que dispomos procedem de Deus.
Entretanto, é justo reconhecer que todos os êxitos e problemas da utilização pertencem a nós.


                                                                                                                                       André Luiz

Médium: Francisco Cândido Xavier
Do livro VIDA EM VIDA.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Filhos...


Meus filhos são a minha melhor parte, não tenho nenhuma dúvida quanto a isso.
Por eles me arrebento se preciso for, viro uma fera, uma fada, uma rainha ou apenas uma mãe apaixonada pelas crias e muito feliz com tudo que Deus me ofereceu nesta vida.
Sempre quis ser mãe e pensava sempre em dois ou três filhos. Fui agraciada com dois lindos filhos e uma filha perfeita, belíssima e cheia de alegria que enche nossa casa com o que há de mais importante nessa vida: FELICIDADE.

Victor é o primogênito e representa uma maravilhosa sensação de calmaria, harmonia, eternidade...Com sua simplicidade, timidez e paciência, sorriso espontâneo e cativante, olhar sereno e confortável. Transmite um grande equilíbrio interior, uma paz capaz de nos acalmar a alma e o coração mesmo em situações tensas. Muito o admiro pela sua inteligência, organização, confiança e comprometimento com seu futuro e sua família. Não tenho nenhuma dúvida que terá um futuro muito promissor com relação à sua profissão e a vida de modo geral.

Vinicius é o caçula dos meninos e representa toda alegria e encantamento de uma criança. Com seu carisma e sua intensa simpatia contagia todos a sua volta, fazendo amigos com grande facilidade. Comunica-se abertamente com grande maestria e tem muita emotividade envolvida em tudo que faz. Bastante carinhoso, além de muito inteligente. Muito me encanta toda sua facilidade em aprender coisas novas e sua habilidade em lidar com instrumentos musicais,onde Ele facilmente se põe todo à mostra através da emoção que rola solta no seu jeitinho meigo de tocar violão e teclado. É um filho amável e especial em minha vida. Com certeza será um grande homem e um Pai maravilhoso.

Júlia Eliza é a princesinha da casa e a menina dos meus olhos. Tem uma jovialidade encantadora que me deixa abobalhada com tanta sabedoria em tão tenra idade. Muito ativa e carinhosa sabe conquistar todos com quem convive. Sabe que é muito amada e por isso mesmo se expressa tão bem em tudo que faz. Desenha com muita habilidade e consegue passar  grande sensibilidade em suas atitudes. Criativa, amorosa e muito vaidosa. Adora suas amigas e gosta muito de se sentir útil me ajudando em pequenas tarefas dentro de casa. Parece um anjinho de tão bonita. Indubitavelmente será uma grande mulher e uma mãe muito amorosa com seus filhos.

As vezes me pego pensando se de fato terei condições de ensinar esses filhos que Deus me enviou com tanto amor para que eu cuidasse e educasse formando-os pessoas ainda melhores para enfrentar essa sociedade tão injusta e desleal onde vivemos. E nessa hora, faço rogativas ao Senhor para que Ele me ajude dando sabedoria e conhecimento para conduzi-los sempre no caminho reto que os levará de volta á casa do Pai criador. Ser Pai e Mãe neste mundo tão desigual não é uma tarefa fácil e nem pequena, embora nos dê grandes momentos de felicidade e muitos motivos para sorrir e porque não dizer chorar, de tanta felicidade e alegria de ver os nossos frutos se desenvolvendo tão bem.
Por tudo isso preciso agradecer mais uma vez ao Senhor do Universo; por ter me concedido a graça e a honra de ter ao meu lado um ser incrível e dócil o suficiente pra fazer com que eu me apaixonasse por ele permitindo que junto comigo ele partilhasse dessa missão encantadora e árdua que nos faz mais sensíveis e mais amados. Ter um bom e compreensivo companheiro no mundo de hoje é difícil e que ainda por cima encontre tempo pra dividir as responsabilidades maternas e domésticas conosco, mais ainda. Marinaldo representa essa pessoa em minha vida e eu muito feliz agradeço a Deus todos os dias e todas as noites. O casamento quando bem vivido é a melhor escolha que fazemos em nossa vida e os resultados aparecem logo em curto espaço de tempo através dos filhos que geramos.

Os meus filhos e o meu amor me fazem mais completa e mais feliz a cada dia e tenho certeza que embora eu precise ser um pouco "dura"com eles de vez em quando, porque afinal viver não é fácil, acredito estar conseguindo transmitir tudo que considero de mais importante: as virtudes necessárias à vida em sociedade, o amor incondicional  e o respeito que devemos ter por todas as pessoas com quem convivemos, a devoção e agradecimento a Deus, o desapego material e a necessidade de ser sempre verdadeiro e intenso em tudo que se faz.
Ser MÃE me faz uma pessoa melhor e mais preparada para encarar os desafios da vida com garra e fé. Obrigada Senhor !

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Retribuição








Canção da Despedida



Já vou embora
Mas sei que vou voltar
Amor não chora
Se eu volto é pra ficar
Amor não chora
Que a hora é de deixar
O amor agora
Pra sempre ele ficar

Eu quis ficar aqui
Mas não podia
O meu caminho a ti
Não conduzia
Um rei mau coroado
Não queria
O amor em seu reinado
Pois sabia, não ia ser amado

Amor não chora
Eu volto um dia
O rei velho e cansado
Já morria

Perdido em seu reinado
Sem Maria
Quando eu me despedia
No meu canto lhe dizia 


Elba Ramalho

Entre o Céu e o Mar










Quantos labirintos, tem meu coração
pra eu me perder, e te encontrar
quantas avenidas, tem o seu olhar
pra te seguir, e me guiar
meu coração me leva
perto demais do seu
meu coração nem sabe por que
o meu amor é bem maior que eu
quem sabe o destino, ainda vai juntar
o céu e o mar, eu e você
quem de nós um dia, iria imaginar
que o amor pudesse acontecer
seu coração é livre
tanto que prende o meu
seu coração nem sabe por que
o meu amor é tão igual ao seu



Elba Ramalho

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Nunca é tarde pra se avaliar a vida







Eu sei se aqui cheguei 
Se conquistei o que eu queria
 
Cheguei porque teimei
 
Porque apostei na travessia
 
Não fiz tudo o que eu quis
 
Mas sou feliz
 
Não fui perfeito
 
Errei, mas procurei fazer direito
 

Andei, corri, voei, me atrapalhei
 
Perdi o prumo
 
Voltei, recomecei, replanejei
 
Achei meu rumo
 
Não fiz tudo o que eu quis
 
Mas sou feliz
 
Não fui perfeito
 
Errei, mas eu tentei fazer direito
 

Se eu me enganei, e eu me enganei
 
E me engasguei por querer demais
 
Mas reagi, cuspi pra fora
 
E aprendi a mastigar
 
E me refiz e sou feliz
 
Não tenho pressa
 

Amei, sorri, chorei
 
Perdi, ganhei
 
Joguei errado
 
Cresci, envelheci
 
E agora eu vi como é engraçado
 
Pensar no que eu já fiz pra ser feliz
 
Quanta loucura
 
Errei, mas acabei de alma pura
 

Pra ser alguém
 
A gente tem
 
Que se guardar, tem que se doar
 
E ser leal e ser fiel
 
E não mentir e não fingir
 
Se eu errei, errei tentando fazer direito



                                                      Antônio Cardoso.